GRAFISMO NA ARTE URBANA

Grande movimento artístico este! A Pop Art revolucionou por completo o mundo da Arte até aos dias de hoje.

Aliás...vocês sabiam que foi a corrente Pop Art que influenciou a atual arte urbana (ou street art)? De certeza que já alguns de vocês viu e ouviu falar destes artistas de rua e das suas pinturas de grafittis, ou das suas esculturas e pinturas feitas em espaços abertos, normalmente em muros ou fachadas de prédios. Também esta demonstração de arte tem, muitas das vezes, uma intensão crítica em relação ao mundo atual em que vivemos.

Um dos nomes mais reconhecidos e falados neste momento, quando se fala de Arte Urbana, é Vhils. Vhils é um artista português que adotou as ruas para criar a sua arte. Primeiro o grafitti e depois aquilo que o tornou reconhecido...rostos desconhecidos esculpidos em paredes de edifícios espalhados por todo o mundo. De uma forma muito simples, este artista pretende com as suas “esculturas” expor as camadas e a história que existem por detrás de cada cidade. Brilhante!

Mas sabem o que é mais interessante e curioso no final desta viagem?

Já pararam um pouco para pensar?

A nossa viagem começou e terminou com o Homem a utilizar as paredes para comunicar e expressar a sua Arte. A Arte passou, uma vez mais, a ser a voz do Homem através da qual ele conseguia expor as suas preocupações, as suas conquistas, os seus medos e as suas derrotas...

Interessante, não?

 E eis-nos perto do final desta grande aventura…o futuro está ali mesmo ao virar da esquina!

Ainda grandes artistas estão para vir, cheios de novas ideias, novas tendências ou então com uma nova interpretação de um estilo ou época que o fascinou…

E, quem sabe, se um desses grandes artistas não poderás vir a ser tu?

Atreve-te, aventura-te…cria ou recria, se ousado, inovador…aquilo que quiseres!

E eu aqui estarei para te iluminar o caminho!

A ARTE urbana em famalicão

DSC_0250.jpg

a casa ao lado

O Centro Artístico A Casa ao Lado tem como missão a Dinamização Social e Cultural com e para a Comunidade através de uma Educação Artística, Inclusão Social através da Arte e Intervenções Urbanas. Desde o seu início em 2005, todos os projetos têm como base gráfica, histórias, lendas e/ou personalidades nos locais a intervir, de forma a criar uma marca identitária, de coesão social e territorial.

Cada um pode fazer a diferença, e o conjunto faz o todo, são regras estruturantes d’A Casa ao Lado. As intervenções, sempre realizadas e idealizadas em conjunto com a Comunidade, faz com que os participantes, conhecedores de todo o processo de trabalho, criem um sentimento de pertença pelo trabalho realizado, pela sua uma marca gráfica pessoal.

Desde 2018, como Clube UNESCO para a Intervenção e Criação Artística, a Casa ao Lado sentiu uma obrigação superior para com a Comunidade, na passagem de conhecimento da evolução histórica do Grafismo ao longo dos tempos. Assim sendo, e para que existisse uma maior compreensão do trabalho contemporâneo realizado nos murais, surge em 2019, o Centro Interpretativo do Grafismo - LABIRINTO DAS ARTES.

A ARTE urbana PELO MUNDO

as Cidades e a sua relação com o Graffiti

Nas cidades de todo o mundo, há exemplos do impacto positivo da arte e de como pode ter uma influência positiva no bem-estar das pessoas que vivem em áreas urbanas. O que isso realmente significa? De que maneira exactamente a arte influencia positivamente o bem-estar das cidades? A arte urbana como uma forma de arte popular emergente está a ajudar a melhorar ou revitalizar áreas deprimidas das cidades que, de outra forma, eram consideradas zonas mortas, as pessoas estão agora a viajar para cidades para as quais talvez não tenham pensado em viajar, no objectivo de verificar os destinos da arte. Os artistas estão a encontrar novos locais e lojas para se expressar com o seu trabalho.

Top-Graffiti-Stockholm-Photo-by-Alexande

Estação de Metro Estocolmo 

Estocolmo, Suécia

Não oficialmente conhecida como a “galeria de arte mais longa do mundo”, a estação de metro tem algumas pinturas emocionantes. A primeira pintura subterrânea foi pintada na década de 1970. A superfície áspera colorida das paredes e do teto dá uma impressão surreal de espaço em chamas.

90 de 100 estações exibem pinturas de quase 150 artistas. O objetivo inicial era levar a arte ao público usando o espaço público. A ideia funcionou e hoje essa pode ser a estação de metro mais popular do mundo.

Top-Graffiti-Bristol-740x494.jpg

Bristol, Reino Unido

A cidade natal do famoso graffiter Banksy, Bristol atrai jovens criativos de todo o mundo. No verão, o maior festival da Europa acontece na cidade, onde artistas são convidados a pintar ao vivo nos bairros de Bedminster e Southville.

Top-Graffiti-Berlin2-740x555.jpg

Berlim, Alemanha

A capital é um centro para os artistas. E, claro, há muito espaço para os pintores: o que resta do Muro de Berlim está aberto para os artistas expressarem sua criatividade. A prática não é incomum na Alemanha - mesmo nas cidades mais pequenas, pode-se encontrar uma parede que é constantemente pintada e repintada pelos artistas.

O Muro de Berlim é uma atração popular. Enquanto isso, as pinturas geralmente não são apenas bonitas de se ver, mas também transmitem uma atmosfera política.

Top-Graffiti-Buenos-Aires3-740x555.jpg

Buenos Aires, Argentina

A cidade é famosa por ter uma cena de graffiti verdadeiramente versátil e rica. Até há passeios, que levam os visitantes aos melhores murais. É também uma oportunidade de apoiar a comunidade da arte de rua e aprender sobre os costumes urbanos locais de dentro.

Top-Graffiti-Sao-Paulo3-740x463.jpg

São Paulo, Brasil 

A megacidade tem provavelmente a melhor zona de graffiti de todo o Brasil!

Aqui, os artistas expressam suas opiniões políticas, que têm um ângulo bastante agudo.

Top-Graffiti-Paris2-740x308.jpg

Paris, França 

Parece glitter e glamour no coração da cidade, mas também há uma zona urbana vívida. Os franceses são provavelmente das pessoas mais revolucionárias e rebeldes do mundo. Portanto, não admira que se possa encontrar algumas críticas políticas na arte de rua local.

Top-Graffiti-LA2-740x523.jpg

Los Angeles, EUA 

Outra cidade, que tem um lado mais escuro atrás da superfície glamourosa. Hollywood é apenas uma pequena parte da cidade, que abriga vários grupos de pessoas. A arte abrange muito além da tela prateada e entra no subterrâneo, o que é evidente na arte do graffiti colorido e forte.

Descubra LA, que é diferente de qualquer outra cidade, onde é possível encontrar uma vida brilhante de celebridades, praias arenosas e uma cena artística mais sombria.

Top-Graffiti-Bogota2-740x555.jpg

Bogotá, Colômbia

Há muitas partes da cidade, onde a arte do graffiti é legal. Assim, os artistas podem expressar sua criatividade livremente. A sua rica herança histórica também fornece um solo para jovens aspirantes a artistas virem aqui e explorarem os seus talentos.

Dizem que Bogotá tem uma cena artística verdadeiramente vibrante, mas que é ofuscada pelo México e pelo Brasil.

Top-Graffiti-Melbourne4-740x416.jpg

Melbourne, Austrália

A cidade é uma capital de graffiti na Austrália, aparentemente. Recentemente, tem atraído a atenção mundial para sua arte de rua: a cidade atrai pessoas de todo o mundo e, portanto, desenvolve um estilo realmente único.

Uma mistura de várias culturas é evidente nos murais da cidade.

Top-Graffiti-NYC.jpg

 Nova iorque, EUA

O centro cultural do mundo - a cidade produz as últimas tendências, gêneros e estilos, enquanto o resto do mundo segue.  Encontra-se aqui algumas das artes de rua mais requintadas e exclusivas.

Descubra o seu palco artístico versátil e rico, que inspirou milhares de artistas que aqui vêm.

oficina

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Rua Dr. Francisco Alves 1058 ,  4770-435  Requião ,  Vila Nova de Famalicão , Portugal     |    geral@acasaaolado.com    |    252 115 448 -  934 841 129