LOGO copy.png

2º EDIÇÃO

2023

 

O Festival TEAR - Territórios Artísticos, é um Festival de Arte Pública Comunitária que encontra a sua justificativa no inegável papel preponderante que a arte pública urbana, assume, atualmente, em Portugal e no mundo, no carácter inventivo e inclusivo que a arte e a cultura, podem, e devem, assumir na criação do futuro de qualquer sociedade.

Encontra a sua pertinência em Vila Nova de Famalicão, pelas suas características históricas, a sua singularidade e abrangência, não apenas enquanto território físico, mas como vertente cultural e industrial.

A vertente artística do evento tem como objetivo principal a afirmação de Vila Nova de Famalicão como “galeria de arte” num cenário de turismo artístico/cultural de âmbito nacional e internacional, tornando-se ponto de visita obrigatório no “tour” de arte pública urbana nacional.

A preservação da identidade local e a qualificação estética/visual do espaço público, através da realização de intervenções de arte urbana, servirão de mote à participação de artistas internacionais em cooperação com a Comunidade local.

O Centro Artístico - A Casa ao Lado como curador do projeto, no desenvolvimento das suas atividades tem focado uma parte significativa do seu trabalho na criação de uma plataforma de projetos com a Comunidade ligadas à área da Dinamização Social e Cultural. Esses projetos consistem em ações na área de desenvolvimento da Educação Artística, cujo objetivo maior é o da Inclusão Social através da Arte e Intervenções Urbanas.

Na qualidade de Clube UNESCO, A Casa ao Lado em interligação com o Município de Vila Nova de Famalicão através do Programa Educativo e Cultural “De Famalicão para o Mundo” e a Comissão Nacional da UNESCO apresentam a 2ª Edição do Festival de Arte Pública Comunitária em Vila Nova de Famalicão - TEAR - Territórios Artísticos.

O Festival TEAR interliga a vertente artística do Projeto no contexto Têxtil/ Sustentabilidade com questões estratégicas da UNESCO, como a promoção de uma cultura de paz e diálogo intercultural, como tema principal. Os participantes poderão abordar estas questões de forma transversal, sendo os resultados finais sempre apresentados em forma de Mostra de Arte Pública.

Vila Nova de Famalicão é a Cidade Têxtil de Portugal, pela sua identidade industrial, pelas suas empresas, especializadas, sofisticadas e brilhantes, pelos seus empresários, arrojados e com visão estratégica, pelos seus trabalhadores, competentes e qualificados, entusiasmados e reconhecidos.

Pelo CITEVE e pelo CeNTI, centros de conhecimento, investigação e inovação de dimensão mundial, pelo Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, guardador de um património industrial único, pela Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal, instalada no Concelho, pelo Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda, de dimensão nacional, mas cujo centro nevrálgico está neste concelho.

Pelo enorme contributo da indústria têxtil e do vestuário famalicense para a economia nacional. 

Através da Comissão Nacional da UNESCO transmitir os valores que a UNESCO trabalha em todos os domínios com vista a dar a cada um, homem ou mulher, meios para defenderem os seus próprios direitos e os dos outros. A plena realização dos direitos humanos pressupõe o acesso de todos à educação, esta é a força mais poderosa de desenvolvimento humano, de respeito e de tolerância. Levar a cabo ações para defender a liberdade de expressão e de informação e reforçar a segurança dos jornalistas; atribuir importância à defesa do direito de cada mulher e de cada homem de participar na vida cultural e de se inspirar noutras culturas para melhor vivermos juntos;

Os direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente da sua raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição. Os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, liberdade de opinião e expressão, o direito ao trabalho e à educação, entre outros. Todos têm direito a estes direitos, sem discriminação.

Execução artística:

O espaço público é por si acessível a todos, e encontra a sua singularidade, a sua identidade, pelo tipo de sociedade que o habita e o vive. Quanto mais aberta for a sociedade que o caracteriza, mais esse espaço irá ser acessível, e o contrário também se verifica. Todo um conjunto de práticas e relações dos que o usufruem, por quem olha e sente, faz parte da construção de uma cidade. A cultura demonstra possuir um papel fundamental no desenvolvimento social de uma comunidade, mas também o próprio público tem um papel essencial a desempenhar dentro da cultura.

Numa sociedade que sofre mutações constantes e onde o desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias são a força motriz da evolução, a criatividade surge como «ferramenta» fundamental ao indivíduo contemporâneo. O TEAR, pretende promover a experiência cultural e reforçar a coesão social, territorial e internacional, dando relevância à Indústria Têxtil e aos Direitos Humanos como base de trabalho.

Entre fevereiro e julho 2023, meses de cruzamentos disciplinares, serão essenciais para a base do TEAR 2023. Poderão participar todas as Escolas do Concelho de Vila Nova de Famalicão desde que interligadas ao Programa Educativo e Cultural “De Famalicão para o Mundo”, assim como Escolas a nível nacional e internacional. A Indústria Têxtil e Direitos Humanos servirão de base criativa à construção de imagens gráficas.

Visitas virtuais a empresas famalicenses que tenham encontrado formas de implementar práticas sustentáveis na indústria Têxtil e do Vestuário, assim como a base histórica e identitária do Concelho em termos do desenvolvimento da Indústria Têxtil serão de extrema importância para o desenvolvimento do Projeto.

O TEAR – Territórios Artísticos pretende em articulação com o programa educativo e cultural dos pelouros da Educação e da Cultura da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão “De Famalicão para o Mundo”, em vários níveis de ensino e a partir dos conteúdos programáticos da «Industrialização em Portugal», mediante preenchimento de ficha de participação, dar a conhecer a História e Património Local relacionado com a Industrialização Têxtil do concelho de Vila Nova de Famalicão. Para tal, após inscrição, cada Professor receberá via email toda a informação necessária à realização do trabalho.

 

1.º Ciclo – 3.º ano:

Será entregue um “kit artístico”, para que desse modo, alunos e professores possam realizar um trabalho relacionado com o padrão têxtil. Esta atividade poderá ser articulada com as turmas que beneficiam do programa educativo de Educação para o Património “Viagens pelo Património Cultural”, maleta pedagógica do Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, aplicada ao 3.ºano. Os Professores que necessitem de ajuda na execução do projeto poderão encaminhar esse interesse para geral@acasaaolado.com após preenchimento de Ficha de Inscrição, e um formador d’A Casa ao Lado dirigir-se-á à Escola, em datas e horários a combinar.

2º Ciclo – 6.º ano: 

Disciplinas | Conteúdos programáticos: História e Geografia de Portugal - “Portugal na segunda metade do século XIX”, Educação Tecnológica/Educação Visual , Cidadania e

Desenvolvimento, Outras disciplinas

Será enviado aos professores/escolas inscritos um “Kit Artístico virtual” para que, em trabalho interdisciplinar procedam à criação de uma imagem gráfica com base nos conteúdos programáticos lecionados sobre a industrialização têxtil e Direitos Humanos. Recursos didáticos e pedagógicos servirão de suporte à realização dos projetos de turma e encontram-se disponíveis nos “Recursos Educativos” do programa educativo e cultural “De Famalicão para o Mundo”. 

 

3.º ciclo – 8.º ano:  

Disciplinas: História - “O Mundo Industrializado no Século XIX”, Geografia – “Atividades Económicas”, Cidadania e Desenvolvimento, Outras disciplinas

Será enviado aos professores/escolas inscritos um “Kit Artístico virtual” para que, em trabalho interdisciplinar procedam à criação de uma imagem gráfica com base nos conteúdos programáticos lecionados sobre a industrialização têxtil e Direitos Humanos. Recursos didáticos e pedagógicos servirão de suporte à realização dos projetos de turma e encontram-se disponíveis nos “Recursos Educativos” do programa educativo e cultural “De Famalicão para o Mundo”. 

 

Ensino Secundário: 

 

10.º ano 

Disciplinas: História B: MÓDULO 3 – A Civilização Industrial – Economia e Sociedade; Nacionalismos e Choques Imperialistas | UNIDADE – O Caso Português, Geografia A , Economia A,

Outras disciplinas

11.ano

Disciplinas: História A: MÓDULO 6 - A Civilização Industrial – Economia e Sociedade; Nacionalismos e Choques Imperialistas | UNIDADE - Portugal, uma Sociedade Capitalista Periférica,

Geografia A, Cidadania e Desenvolvimento, Outras disciplinas

Será enviado aos professores/escolas inscritos um “Kit Artístico virtual” para que, em trabalho interdisciplinar procedam à criação de uma imagem gráfica com base nos conteúdos programáticos lecionados sobre a industrialização têxtil e Direitos Humanos. Recursos didáticos e pedagógicos servirão de suporte à realização dos projetos de turma e encontram-se disponíveis nos “Recursos Educativos” do programa educativo e cultural “De Famalicão para o Mundo”. 

 

Escolas a nível nacional e participantes da União Europeia - Será encaminhado para Escolas e Instituições ligadas à UNESCO, um “kit Artístico virtual” para criação de uma imagem gráfica original com base na Indústria Têxtil e Direitos Humanos.

 

Tal como na 1ª Edição do TEAR, os trabalhos realizados no contexto de sala de aula serão depois trabalhados digitalmente e encaminhados para empresas de impressão gráfica onde serão impressos em tecido. Após a impressão seguem para uma empresa de confeção onde do tecido se transformam em t-shirts. T-shirts únicas, cuja originalidade será exposta numa Mostra de Arte Pública Comunitária em Vila Nova de Famalicão no mês de julho 2023, assim como nos países onde as Instituições e Escolas com ligação à UNESCO estejam sediadas, ficando também registados a nível digital através de fotografia e vídeo para exposição virtual.

Ao longo do TEAR, os participantes serão encorajados a promover intercâmbios para fomentar o diálogo intercultural. Para tal, serão realizadas sessões de apresentação virtual às Escolas, Instituições de Vila Nova de Famalicão, que permitirão aos participantes tornar conhecidas as suas culturas e, em particular, o seu compromisso com a paz e o desenvolvimento sustentável.

Atividades paralelas serão também organizadas, como visitas virtuais ao Turismo Industrial e Cultural do Concelho de Vila Nova de Famalicão de forma a que os participantes tenham contacto com a cultura e tradição famalicense.

 

Os trabalhos realizados aquando do TEAR tornar-se-ão parte da cidade e do Município de Vila Nova de Famalicão, estabelecendo uma ligação artística à industrial, abrindo novas portas ao Turismo Industrial e Criativo.

“Defender os direitos de outrem, é defender a nossa humanidade comum. Num mundo conturbado, esta solidariedade nunca foi tão importante, para celebrarmos a diversidade que enriquece as nossas vidas e defendermos os valores que nos unem. Esta ideia deve ser alimentada, partilhada e defendida por cada um de nós na sua própria vida, através do respeito mútuo, da compreensão e do diálogo. Desta forma, juntos fortalecermos os fundamentos de uma sociedade mais inclusiva, pacífica e tolerante.”

Irina Bokova

 

A forma como cada participante vai expor o seu ponto de vista acerca dos Direitos Humanos através de uma criação plástica, dará a oportunidade para que através das Artes e Cultura se possam transmitir valores individuais.

Será pedido aos participantes fotografias e vídeos do processo criativo dos Projetos, para que seja realizada uma Mostra do Desenvolvimento do Projeto pelas várias Comissões Nacionais participantes, através de exposições itinerantes.

Comunicação:

A divulgação da 2º edição TEAR - Territórios Artísticos será da responsabilidade da Organização, assim como das comissões Nacionais de cada país participante.

Fios de algodão
T-shirt

PRODUTOS

logocnu_cores_versao_secundaria_compacta
unesco_preto logo.png

Título 2

Logotipo_Horizontal_Famalicão_CâmaraMuni
logo_famalicao_mundov3.png
cidade textil000.png
Logo Fergotex.png
LOGO MTEXNS.png
Logo Jocolor Estamparia sublimação.png
Erius_logo.png
1519861989821.png
UNBT_logo_blue.png
oim-iom-vector-logo.png
logo-oit.png
transferir.png